Dicas para os visitantes do sexo masculino

Pois bem, a muito tempo não escrevo um post que se enquadre na categoria de posts tipicamente masculinos. Hoje, ao visitar o Ato ou Efeito, encontrei uma sequência ideal de posts para divulgar por aqui.

Se você é homem, já deve ter pensado bem nas inúmeras formas existentes de se abordar e conseguir êxito com o sexo feminino durante uma noite de diversão em bares, boates, shows, restaurantes, na festa da firma ou, até mesmo, na festinha de aniversário da sua prima que possui belas amigas.

Pois então, dentro do Ato ou Efeito, existe uma seção chamada Conta-Gotas, onde os administradores fazem, em vários posts, uma reunião de dicas para vários assuntos, desde “um guia para um bom português” até “como descolar uma boa bimbada”. E é esse último que é a minha indicação de hoje.

A Bel (sim, uma mulher! Nada melhor para este tipo de textos) fez uma sequência de 10 posts com dicas para um homem conseguir atingir aquele objetivo que já não está sendo alcançado a muito tempo: SEXO!

E, se você “quer conseguir uma bimbada sendo um cara legal”, nada melhor do que clicar AQUI e conferir tudo o que foi escrito.

.

.

.

No Winamp toca: Juliette and The Licks – Seventh Sign

Anúncios

A sua “primeira vez” foi clássica?

Acabo de criar uma seção “Posts tipicamente masculinos” neste blog e essa idéia surgiu por causa daqueles e-mails que a gente recebe de um amigo e só “cria coragem” para abrir e ler depois de passados alguns dias. Este texto abaixo chegou até mim por um e-mail deste tipo, enviado pelo Ricardo – perdão por só ler o e-mail 4 dias depois.

Mas, me concentrando na nova categoria e na sua inauguração, este texto classifica a boa e velha “primeira relação sexual de acordo com determinadas situações que, segundo o autor, colocariam as colocariam como uma “primeira vez clássica”.

Escrito por: Peter Coutinho

“Dificilmente as primeiras vezes acontecem nas melhores condições físicas, emocionais e estruturais. O mais comum é que elas ocorram em algumas das ocasiões citadas logo mais abaixo.

Escada do prédio
Uma hora aquele inocente ato de “vou descer pra encontrar a galera” acaba descambando para as primeiras sapecagens e interações safadinhas entre meninos e meninas. Quando conseguir levar a Clarinha pra escada, aparentemente para uma troca de amassos, lembre-se de escolher um ponto onde a moça possa apoiar as mãos e empinar bem o aerofólio. Shhh, na escada o silêncio é fundamental! Ou você quer que o Severino apareça pra averiguar o que está acontecendo? A camisinha largada no degrau pode ser ótima como prova machista para os amigos de que você esteve lá dentro, mas lembre-se que também pode virar assunto na reunião de condomínio e gerar um belo bafafá no edifício, tornando os pais das chicas bem mais cuidadosos com os horários em que as suas filhas podem frequentar as área comuns, dificultando assim um segundo encontro.

Quarto dela
Os pais estão trabalhando e a empregada já deixou a residência. É a sua deixa. Mas não arrisque chegar após as 17h, pois justamente nessa tarde o pai da moça pode resolver sair mais cedo do trampo e dar de cara com a sua bunda entre as pernas da filha dele. Para não deixar a garota em futuros maus lençóis, também evite estripulias como gozar nos ursinhos ou jogar a embalagem do preservativo pra baixo da cama.

O seu quarto
Aqui as condições para o rala e rola são basicamente as mesmas do quarto dela: pais no trabalho, empregada fora. A diferença é que você está, literalmente, jogando em casa. Então faça o que bem entender, mas sinceramente, por respeito ao sexo oposto, esqueça a tal idéia de gravar a partida com a webcam.Você sabe que uma hora esse vídeo vai cair em domínio público e só quem vai curtir a idéia serão os seus amigos e as torcidas de Flamengo e Corinthians.

Motel ruim
Ah, então você conseguiu passar a mão no carrinho do papai (opa, era o seu próprio carro? Putz, demorou então pra inaugurar isso aí, heim?), só faltou a grana para encarar um estabelecimento decente, não é mesmo? Tudo bem, os motéis baratinhos estão aí pra quebrar o galho, o negócio é apena evitar usar a banheira e levar iPod e caixinhas de som próprias, porque a seleção musical do local fatalmente causará uma inesquecível broxada em você ou na garota.

Puteiro de quinta
Certo, não deu pra arrumar por meios naturais de paquera e a saída pra essa inauguração será o amor alugado. Tudo bem, só não esqueça, claro, de emborrachar o amigo e, mesmo que a profissional peça, evite beijar na boca. Por que? Ora, se você teve que pagar pela primeira vez, quer dizer que o sucesso com a garotas ainda não é o seu forte, ou seja, você é um cara carente e caras carentes se apaixonam por qualquer vírgula, então beijar será o começo da confusão de sentimentos no seu pobre coração de mané que o levará a se apaixonar por uma mulher que, definitivamente, não é um bom partido para quem está em começo de carreira.

Drive-in meia-boca
A não ser que você esteja bêbado ou sem dinheiro, lembre-se: o carro é sempre uma péssima escolha. Carros são apertados, quentes e permitem pouca liberdade de movimentos e posições (a menos que você possua um SUV, mas se você possui um, sinceramente, o que diabos está fazendo trepando em um carro? Vai pra sua casa na praia ou para a suíte master da cobertura, seu mané).”

.

Foi bom pra você? haha