Só para atualizar…

Ihh, feriado corrido demais, faltou tempo para passar aqui, então vamos correr contra o tempo…

Mudança no Orkut

Para quem já conhecia o ILike, ele agora faz parte dos novos aplicativos do Orkut. Agora temos os joguinhos musicais e músicas disponíveis no orkut para quem quiser, para isto, basta mudar o seu perfil para a Estônia e aproveitar.

E tem vários outros aplicativos, mas sinceramente eu não os testei, apenas o ILike me interessou.

😀

Parabééns!

21 anos de idade! Vamo que vamo! \o/
E dia 25 tem post sobre o galo centenário aqui!

Panic At The Disco – Pretty. Odd.

Seria anti-ético eu confessar que não aguentei esperar o dia 25 de março para ouvir o cd do Panic At The Disco e tive que procurá-lo em lugares alternativos, tamanha a curiosidade? Acredito que Brendon Urie, Ryan Ross, Jon Walker e Spencer Smith não vão se incomodar, até pelo fato de que o cd já está em minha lista de compras.

Mas, o que dizer de “Pretty.Odd.”?!

Primeiramente, se você esperava um “A Fever You Can’t Sweat Out”, parte 2, pode começar a rever os seus conceitos porque P.O. não lembra em quase nada o álbum inicial dos garotos de Vegas e isso surpreendeu muitas pessoas, inclusive a mim. Apesar de que a paixão do Ryan por Beatles, Dylan e outros grandes nomes já indicavam que algo do tipo poderia acontecer.

Bem na faixa de abertura/introdução do álbum, “We’re So Starving”, fica claro que a sonoridade mudou, que a aparência mudou e, mas como diz o próprio Brendon, “You don’t have to worry ‘cause we’re the still the same band” (Você não precisa se preocupar porque nós ainda somos a mesma banda), eles ainda são a mesma banda, com novas e maravilhosas influências.

Pretty.Odd. é um álbum com excelentes contrastes e que tem músicas para todos os gostos. Ele lembra Beatles em “I Have a Friends in Holy Spaces”, lembra Dylan em “Folkin’ Around”, tem letras incríveis como “Northern Downpour”, tem o Ryan cantando em “Behind the Sea”, tem os grandes nomes característicos do primeiro álbum, representados por “From a Mountain in the Middle of The Cabins” e tem música que até lembra um pouco o primeiro álbum, “Nine In The Afternoon”.

Enfim, recomendo a todos, até mesmo para aqueles que por algum motivo não gostavam da banda, seja porque o som não agradava ou porque gostava de rotular o PATD como emo – erradamente, diga-se de passagem – e, pura e simplesmente, por isso deixava de ouvir.

Os garotos cresceram e não são mais os mesmos do “A Fever You Can’t Sweat Out”. As letras continuam inteligentes, como sempre foram, e o instrumental está incrivelmente superior ao trabalho anterior.

É um daqueles álbuns para você ficar ouvindo várias vezes ao dia, sem se cansar e que te faz pensar que ir em busca de uma evolução representa muito mais do que simplesmente uma mudança, porque as coisas mudaram para o PATD, mas está tudo bem, afinal eles continuam os mesmos, autenticos, criativos e fazendo as coisas do jeito que gostam.

Ahh, e um chocolate – estamos em época de Páscoa – para quem adivinhar onde foi gravado o álbum. Uma dica, o lugar já foi muito usado por quatro rapazes de Liverpool.”

Postado pela minha pessoa na Playlist ML do Portal Music Life!

E ainda teve post no Cinema de Buteco, após muito tempo afastado!

Tema: O Máskara! Confira lá clicando bem aqui!

E é isso. Nada mais a declarar!

Beijo a quem é de beijo e tudo pro amor da minha vida!

Rapidamente…

1, 2, 3 e já…

1) Coluna nova no Music Life, onde abordo as “primeiras impressões” que as pessoas podem ter e se elas realmente são as que ficam, como diz aquele bom e velho ditado. Para ler, clique aqui!

2) Ainda no Music Life, a Rádio ML versão beta já está no ar. Lembrando que é uma versão beta e que estamos abertos a sugestões. Se ficou interessado e quer ouvir, é só clicar no banner logo aí embaixo e curtir um pouco…

logoradioml.jpg

3) Primeiro devaneio feito pela minha pessoa no blog “Cinema de Buteco”. Você já viu Chicago? Gostou da atuação – ou de alguma outra coisa – de Zellweger, Zeta-Jones, Gere e Latifah? Quer saber o que eu escrevi? Simples, clique no aqui bem AQUI e veja!

4) E num é que o Fidel “deixou” o poder?

5) Perder pro Social? Ah, mas assim num dá né PUTA GORDA!

6) É hora de ir! Jack Bauer está na TV!

Adiós muchachos!