Resumão, parte final…

Quer ler a parte um? Clique aqui!

.


Este foi um ano feliz, de uma forma geral. Um ano de estabilidade emocional (graças a Deus) e de uma cumplicidade com a Dê. Tá, deu vontade de bater nela (e aposto que ela sentiu o mesmo), mas foi um ano bastante feliz e recompensador pra gente, um ano de consolidação, diria eu. Talvez o ano da afirmação, da confirmação. Sei lá, chega de dar adjetivos a uma relação amorosa, pelo amor de Deus.

Nos cobramos algumas coisas (mesmo que só para a gente) e isso acaba nos fazendo pensar melhor em tudo. Foi o ano que eu pedi e fico feliz por isso.

.

Amizades e Família

Amizades são aquela coisa de praxe. Existem momentos em que todos estão por perto, existem momentos que todos somem ou que a gente faz com que fiquem de lado. Já família sempre está por perto, por mais que a gente em algum momento não queira.

Acho que esse ano eu vi quem realmente está por perto e também vi aqueles que se aproximaram mais por outros motivos do que propriamente por uma amizade. Torci pelo sucesso de muitos e estes “muitos” atingiram o sucesso almejado. Acabei abrindo um espaço entre vários amigos de longa data, a certa correria me obrigou a isso, mas descobri em algumas pessoas uma parceria que eu não esperava. Foi legal, mas podia (e deveria) ser melhor.

.

Profissional
Rá! O que eu posso falar do lado profissional se eu não trabalho? Ficou estranho esse subtitulo (com hifen ou sem hifen? Maldito governo!), mas posso me referir a isso se levar em conta o que eu fiz durante 2008 ligado a minha área e ao que eu gosto.

Já falei do Portal Music Life, mas não falei das oportunidades de aprendizado, conversa e esclarecimentos que eu tive em 2008. Posso dizer com toda a certeza de que eu aprendi muito neste ano que passou, aprendi coisas que eu pretendo aplicar em meus projetos no futuro, aprendi como me relacionar com as pessoas (dentro do mundo de trabalho), aprendi que nem tudo funciona do jeito que a gente planeja, por mais que a idéia seja maravilhosa.

Mas, o maior aprendizado tenha sido o de “dar tempo ao tempo”. Eu ainda odeio essa expressão, nunca acreditei nesta história de “tempo” ou de que “tudo se ajeita”.

Espero que 2009 realmente seja o início de um novo período. Um período onde eu possa desenvolver mais as minhas habilidades e poder lidar com aquilo que eu quero para toda a vida.

.

Nota final:
8

Não atingi todos os meus objetivos e algumas coisas me desanimaram, tenho desejos que foram obrigados a ficar de lado. Mas, no geral, o ano foi mais positivo que 2007. Talvez esteja em um crescimento constante.

Nesse ritmo, que chegue logo 2014. Rá!

Anúncios

1 Comentário

  1. Resumão da Dê sobre o John…!

    Bateeeeeeeeeeer? vai à merda 😀
    Eu que te parto a cara! seu seu seu………………………………………….. GOSTOSO!
    iuashuishiuashisauhais!
    A gente nem brigou direito! NÉ? 😛
    Você que me provoca, lálálá….!

    Foi um ano muito bom!
    isso tudo que você disse…
    mais faltou uma coisa… pelo menos pra mim…
    Dizer que isso tudo foi construido na base do respeito e do grande amor que eu tenho por você ;D (que nós temos um pelo outro…)
    É aceitando o outro que a gente se completa por inteiro! E como o ser humano é esse ser de faltas e nunca se sente completo por inteiro… a gente vai se amando e se completando até Deus quiser *.*

    beijos! ♥


Sorry, the comment form is closed at this time.

Comments RSS