50 coisas que aprendi assistindo Chaves

Eu disse que voltava com algo legal. Lendo blogs alheios acabei chegando ao “Quem matou a Tangerina?” que é mantido no ar graças aos bons posts do Fred Fagundes, ao contrário deste blog no qual você está parado que raramente vê bons posts.

Mas, post vai e post vem, cheguei ao dito post referido no título acima. O Fred já tinha escrito anteriormente sobre as 50 coisas que ele tinha aprendido jogando vídeo game e também sobre as melhores séries, propagandas e brinquedos dos anos 90. Agora resolveu atender a um pedido de um leitor e fez a lista abaixo.

.

.

Então, sem mais enrolação, vamos a lista:

1. Seria muito melhor ter ido assistir o filme do Pelé.

2. As crianças mexicanas tem rugas.

3. JAMAIS enconstar em alguém que esteja tomando um choque.

4. Seu Madruga paga o aluguel todos os meses. Por isso sempre deve 14 meses, não 15, 16, 17…

5. Brasilia já foi carrão.

6. Não basta ser o maior professor do mundo. Tem que ter um pouco de pepsicologia.

7. Pessoas bebem leite de burra.

8. Existe uma fruta chamada tamarindo.

9. O Quico é emo.

10. Devemos deixar os outros fazerem nosso trabalho para evitarmos a fadiga.

11. A vingança nunca é plena, mata a alma e envenena.

12. As tintas verde-limão são as mais baratas no México.

13. Trabalho não é a pior coisa do mundo. Pior é ter que trabalhar.

14. Uma epístola é uma carabina, só que menor.

15. Azul escuro em inglês é blue marinho.

16. Equilibrar cabo de vassoura com o pé é maneiro.

17. Deixar uma casca e banana no chão pode causar um grande acidente.

18. O segundo episodio do Guilherme Tell é o mais caro do mundo. Por isso o Silvio Santos não comprou.

19. Alguns móveis são feitos de isopor.

20. Portas também.

21. Se me acordarem às 11h, tragam o café na cama.

22. Socos têm barulhos de sinos.

23. Sempre tem um filho da puta que rouba as moedas nas fontes dos desejos.

24. Leite é muito parecido com gesso.

25. “Quero ver outra vez seus olhos olhinhos em noite serena” é a talvez a única música mexicana que metade da população brasileira conheça.

26. Um cabo de vassoura com um lençol amarrado na ponta equivale a uma mala.

27. O pai do Quico  na verdade está vivo, ele simplesmente fugiu de casa.

28. Alguns alunos são tão tímidos que nem os professores percebem sua presença em sala de aula.

29. Uma caveira significa prerigo. PRE-RI-GO.

30. Ninguém tranca as portas nas vilas mexicanas.

31. As marcas de catapora feitas com caneta hidrocor ficariam muito estranhas na TV Digital.

32. Qualquer Mcdonalds da América do Sul lucraria caso vendesse o Mc Sanduíche de Presunto.

33. Hector Bonilha é o Antonio Fagundes acima da linha do Equador.

34. As pessoas boas devem amar seus inimigos.

35. Deus é um cara legal por não deixar as vacas voarem.

36. Os carrinhos feitos com caixas de sapatos são os mais maneiros.

37. Não é indicado deixar uma máquina de lavar no meio da sala.

38. Nunca acredite em boatos de que seus ídolos morreram num acidente de avião.

39. Bolinhas de tênis de mesa são parecidíssimas com ovos.

40. Pirulitos podem ter o tamanho de raquetes de tênis.

41. O trabalho infantil é legalizado no México.

42. Os roteiristas da série não sabiam o que era a aritmética.

43. O estilingue pode ser uma arma mortal.

44. Tem vez que Acapulco é no Guarujá.

45. Se você é jovem ainda um dia velho será.

46. Pouco me importa se você quer. Compre.

47. Algumas pessoas são idiotas a nível executivo.

48. As dívidas são sagradas.

49. Se você quiser vir a ser alguma coisa, que devore os livros.

50. Se capivaras tivessem trombas seriam trapezistas em um circo tchecoslovaco.

Anúncios

janeiro vai passando…

… e eu não tenho nada a declarar.

.

.

Volta depois, quem sabe não surge um post legal por aqui…

Sobre o fim do Gigafoto…

Bom, acho que tá rolando uma certa confusão aqui, então é melhor eu explicar:

1) Recebi alguns e-mails e pessoas me adicionaram no orkut perguntando como fazer para recuperar as fotos que estavam armazenadas dentro do Gigafoto. Eu, John Pereira, não tenho nenhuma ligação com a equipe do antigo Gigafoto. Eu era apenas um usuário do flog, como a maioria, e que perdeu fotos com o cancelamento do serviço, como a maioria. Apenas postei aqui no meu blog pessoal o comunicado que foi enviado por e-mail pela equipe de administração do giga, no post “Nota de falecimento”.

2) Um dos administradores do Gigafoto está esclarecendo todas as dúvidas dos usuários em um tópico na comunidade do gigafoto no orkut. Quem utiliza o Orkut, pode conversar com ele visitando este tópico. Quem não tem orkut, pode tentar o site do administrador ou então no forum aberto pelo próprio administrador para esclarecer todas as dúvidas sobre o cancelamento do serviço e sobre o novo fotolog que está sendo criado (precisa se cadastrar no forum, só para avisar).

3) Acredito eu – e isso é uma opinião pessoal – que quem não conseguiu pegar as fotos no Gigafoto antes dele sair do ar, não deve conseguir mais recupera-las. Todo mundo pode tentar pedir a CyberWeb, que era quem mantinha o Gigafoto hospedado, para disponibilizar novamente os arquivos, caso eles ainda tenham os HD’s salvos.

Espero ter esclarecido tudo. Quem ainda tiver alguma dúvida sobre essa história do Gigafoto, pode tentar esclarecer nos links deixados neste tópico.

Um abraço a todos..

Ano novo, blog novo..

Calma, não vou abandonar o meu espaço preferido para despejar (ou vomitar, depndendo da sua opinião sobre o blog) os meus devaneios ou então criar mais um blog (pelo menos por enquanto).

Como estamos em início de ano, é hora de dar uma “repaginada” no blog. O tema não será alterado, até porque as demais opções que o WordPress te dá com o serviço 0800 não me agradam tanto como essa que uso.

Basicamente, vamos dar uma organizada nas coisas, uma atualizada nos links, gostos e descrições. Algumas coisas já começaram a sumir, outras podem reaparecer na estrutura da página.

Para finalizar, imagem/título nova e, ao que tudo indica, sem a minha foto! Rá!

.

Prometo ser mais participativo neste e nos demais blogs dos quais faço parte, como o “Cinema de Buteco”, o “Blog ML”, o “Don’t Stop Music” e o blog da “Panelinha dos Atoas”, cujos links podem ser facilmente encontrados na parte de links (an? pegou a piada?) e no “O que eu faço” deste blog.

.

[Carlos Nascimento]

E este post vai ficando por aqui. Saiba que nos posts do John, você pode confiar.

Boa noite.

[/Carlos Nascimento]

Por favor…

… alguém conhece um curso de como entender as pessoas?

Grato.

35ª campanha de popularização

É tempo de teatro e dança em Belo Horizonte. Entramos  na 35ª edição da Campanha de Popularização. Espetáculos a preços populares, de 05 de janeiro a 08 de março.

Para aqueles que moram em BH, nas regiões próximas ou então passará por BH neste período, vale a pena conferir a programação da campanha, que conta com inúmeras peças de teatro, adultas e infantis, além de espetáculos de dança espalhados por 50 espaços diferentes, do Palácio das Artes ao Teatro do Hotel Ouro Minas. Cada espetáculo por apenas 10 reais.

Para saber mais, basta conferir a página oficial da campanha.

Tá aí uma boa dica para as férias!

Resumão, parte final…

Quer ler a parte um? Clique aqui!

.


Este foi um ano feliz, de uma forma geral. Um ano de estabilidade emocional (graças a Deus) e de uma cumplicidade com a Dê. Tá, deu vontade de bater nela (e aposto que ela sentiu o mesmo), mas foi um ano bastante feliz e recompensador pra gente, um ano de consolidação, diria eu. Talvez o ano da afirmação, da confirmação. Sei lá, chega de dar adjetivos a uma relação amorosa, pelo amor de Deus.

Nos cobramos algumas coisas (mesmo que só para a gente) e isso acaba nos fazendo pensar melhor em tudo. Foi o ano que eu pedi e fico feliz por isso.

.

Amizades e Família

Amizades são aquela coisa de praxe. Existem momentos em que todos estão por perto, existem momentos que todos somem ou que a gente faz com que fiquem de lado. Já família sempre está por perto, por mais que a gente em algum momento não queira.

Acho que esse ano eu vi quem realmente está por perto e também vi aqueles que se aproximaram mais por outros motivos do que propriamente por uma amizade. Torci pelo sucesso de muitos e estes “muitos” atingiram o sucesso almejado. Acabei abrindo um espaço entre vários amigos de longa data, a certa correria me obrigou a isso, mas descobri em algumas pessoas uma parceria que eu não esperava. Foi legal, mas podia (e deveria) ser melhor.

.

Profissional
Rá! O que eu posso falar do lado profissional se eu não trabalho? Ficou estranho esse subtitulo (com hifen ou sem hifen? Maldito governo!), mas posso me referir a isso se levar em conta o que eu fiz durante 2008 ligado a minha área e ao que eu gosto.

Já falei do Portal Music Life, mas não falei das oportunidades de aprendizado, conversa e esclarecimentos que eu tive em 2008. Posso dizer com toda a certeza de que eu aprendi muito neste ano que passou, aprendi coisas que eu pretendo aplicar em meus projetos no futuro, aprendi como me relacionar com as pessoas (dentro do mundo de trabalho), aprendi que nem tudo funciona do jeito que a gente planeja, por mais que a idéia seja maravilhosa.

Mas, o maior aprendizado tenha sido o de “dar tempo ao tempo”. Eu ainda odeio essa expressão, nunca acreditei nesta história de “tempo” ou de que “tudo se ajeita”.

Espero que 2009 realmente seja o início de um novo período. Um período onde eu possa desenvolver mais as minhas habilidades e poder lidar com aquilo que eu quero para toda a vida.

.

Nota final:
8

Não atingi todos os meus objetivos e algumas coisas me desanimaram, tenho desejos que foram obrigados a ficar de lado. Mas, no geral, o ano foi mais positivo que 2007. Talvez esteja em um crescimento constante.

Nesse ritmo, que chegue logo 2014. Rá!