satisfações…

1) Estou dentro do laboratório de informática da biblioteca da PUC.

2) Nos próximos dias eu devo me ausentar do(s) blog(s), site(s) e do Orkut. Tudo, é claro, por causa do meu, do seu e do nosso Eletronika 2008 e da minha incrível e lastimante falta de mobilidade entre facul/casa/evento/facul/casa/evento/casa/evento/casa.

3) Mas para você não sentir a minha falta e eu me sentir uma pessoa onipresente, cada um de vocês poderão conferir a cobertura do Portal Music Life no evento, feita pelo Gilsouza e por mim, no nosso Blog ML.

4) Durante a semana que se aproxima, além da cobertura no Portal Music Life, você verá uma matéria sobre o RBD e os seus fãs.

5) Essa matéria sobre o RBD pode inaugurar uma nova coluna, uma coluna comandada por toda a equipe e só com matérias especiais, mas nada ainda está certo sobre essa coluna, a matéria é garantida.

6) Ajudem um pseudo-jornalista falido? Peço qualquer colaboração financeira para que eu possa visitar todos os eventos da seguinte agenda de shows: Scorpions, Wilson Sideral, Teatro Magico/Flamming Night, Blitz, Seu Jorge, Mudhoney, Tim Festival, Zeca Baleiro, Planeta Terra, Pop Rock Brasil, Cyndi Lauper, O Rappa, Gorillaz, Madonna…

Prometo que, se der, apareço por aqui neste final de semana, mas, no mais, até mais! 😉

Anúncios

Uma visão sobre o Big Brother Brasil…

Em uma conversa a alguns dias sobre o Big Brother Brasil, me repassaram este texto que está postado no Bilibio, um site de mensagens e textos variados. O texto não tem um autor, mas vale a pena ler.

Big Brother Brasil – BBB

29 milhões de ligações do povo brasileiro votando em algum candidato para ser eliminado do Big Brother. Vamos colocar o preço da ligação do 0300 a R$ 0,30. Então, teremos R$ 8.700.000,00. Isso mesmo! Oito milhões e setecentos mil reais que o povo brasileiro gastou só nesse paredão.

Suponhamos que a Rede Globo tenha feito um contrato “fifty to fifty” com a operadora do 0300, ou seja, ela embolsou R$ 4.350.000,00. Repito, somente em um único paredão…

Alguém poderia ficar indignado com a Rede Globo e a operadora de telefonia ao saber que as classes menos letradas e abastadas da sociedade, que ganham mal e trabalham o ano inteiro, ajudam a pagar o prêmio do vencedor e, claro, as contas dessas empresas.

Mas o “x” da questão, caro(a), é saber que paga-se para obter um entretenimento vazio, que em nada colabora para a formação e o conhecimento de quem dela desfruta; mostra só a ignorância da população, além da falta de cultura e até vocabulário básico dos participantes e, consequentemente, daqueles que só bebem nessa fonte.

Certa está a Rede Globo. O programa BBB dura cerca de três meses. Ou seja, o sábio público tem ainda várias chances de gastar quanto dinheiro quiser com as votações. Aliás, algo muito natural para quem gasta mais de oito milhões numa só noite! Coisa de país rico como o nosso, claro.

Nem o Unicef, quando faz o programa Criança Esperança com um forte cunho social, arrecada tanto dinheiro. Vai ver deveriam bolar um “BBB Unicef”. Mas tenho dúvidas se daria audiência.

Prova disso é que na Inglaterra pensou-se em fazer um Big Brother só com gente inteligente. O projeto morreu na fase inicial, de testes de audiência. A razão? O nível das conversas diárias foi considerado muito alto, ou seja, o público não se interessaria.

Programas como BBB existem no mundo inteiro, mas explodiram em terras tupiniquins. Um país onde o cidadão vota para eliminar um bobão (ou uma bobona) qualquer, mas não lembra em quem votou na última eleição. Que vota numa legenda política sem jamais ter lido o programa do partido, mas que gasta seu escasso salário num programa que acredita de extrema utilidade para o seu desenvolvimento pessoal e, que não perde um capítulo sequer do BBB para estar bem informado na hora de PAGAR pelo seu voto.

Que eleitor é esse? Depois não adianta dizer que político é ladrão, corrupto, safado, etc. Quem os colocou lá? Claro, o mesmo eleitor do BBB. Aí, agüente a vitória de um Severino não-sei-das-quantas para Presidente da Câmara dos Deputados e a cara de pau, digo, a grande idéia dele de colocar em votação um aumento salarial absurdo a ser pago pelo contribuinte.

Mas o contribuinte não deve ligar mesmo, ele tem condições financeiras de juntar R$ 8 milhões em uma única noite para se divertir (?!?!), ao invés de comprar um livro de literatura, filosofia ou de qualquer assunto relevante para melhorar a articulação e a auto-crítica… Chega de buscar explicações sociais, coloniais, educacionais.

Chega de culpar a elite, os políticos, o Congresso. Olhemos para o nosso próprio umbigo, ou o do Brasil. Chega de procurar desculpas quando a resposta está em nós mesmos. A Rede Globo sabe muito bem disso, os autores das músicas Egüinha Pocotó, O Bonde do Tigrão e assemelhadas sabem muito bem disso; o Gugu e o Faustão também; os gurus e xamãs da auto-ajuda idem. Não é maldade nem desabafo, é constatação.

Vai entender: Ed. 001

Eu estou aqui ouvindo Shakira e Alejandro Sanz (La Tortura) e minha mãe simplesmente “roubou” o meu cd do Damien Rice (O) e está ouvindo o dito cujo lá na sala, cantando as músicas e tudo..

Lembrando do Nando Reis, diria que “o mundo está ao contrário e ninguém reparou”.

.

.

.

A sessão “Vai entender” é uma sequência de posts curtos com coisas que eu realmente não consigo entender. Perguntas sem respostas, pensamentos insanos e tudo mais…

resumão de agosto…

Tinha dito que ia tentar me manter presente aqui, mas nem sempre é possível. Então, para dar (ui) um resumo da semana, vamos dividir o post por tópicos:

.

OLIMPÍADAS 1 – Viva o nacionalismo da população brasileira, todo mundo ama o país, fica feliz que nem “pinto no lixo” quando o Cielo ganha ouro, até dizem que o Phelps “não é isso tudo”. É tão legal assistir as olimpíadas pelos canais 100% brasileiros e ver os narradores e comentaristas tentando manter a idéia de que a seleção brasileira de volei masculino é imbatível, sabendo que isso infelizmente já não é mais a verdade. Melhor que isso é ver a população xingando um remador porque ele não ganhou as suas provas, falando mal do já desestruturado basquete masculino que não conseguiu vaga e do feminino que conseguiu vaga, mas tá lá fazendo figuração ou até mesmo das provas de ginástica, onde muita gente acha que a Jade, a Daiane ou a Danielle tem que ir lá, ganhar de todo mundo e voltar pra casa com 3 medalhas de ouro cada uma (individual geral, individual por aparelhos e por equipes). Adoro o “espírito olímpico” presente nos brasileiros, pena que não chega nem perto do que acontece durante uma Copa do Mundo.

POP ROCK BRASIL – Maroon 5 e The Offspring? É, tá bom… melhor que JoJo. o/

RBD – Acabou! \o/ Agora só mais algumas coisas acabarem também e tudo estará bem…

O TEATRO MÁGICO – Chegou o meu cd do Teatro Mágico. O primeiro, porque não ouvi o segundo então não me arrisquei a comprar ainda…

OLIMPÍADAS 2 – Segundo um blog de nome Wonderful Girls, existem motivos além dos esportivos para se assistir as olimpíadas e, pelo nome do site, já dá para ter uma idéia de quais motivos seriam esses, né? 😛

ORKUT – Agora ele está verde-amarelo. Mais uma contribuição do Google para o patriotismo nacional.

PUC – quero férias, já!

OLIMPÍADAS 3 – Isso está me causando insônia. Se bem que não é bem “culpa” das olimpíadas, já que a programação noturna da tv sempre me causou fascínio. Adoro as sessões de descarrego na record, os programas “cult” na Cultura/Rede Minas e as propagandas do “Disk Galera” da Rede TV. Mas, falando sério, preciso adaptar as minhas noites de sono. Um dia eu consigo, só espero que não seja quando eu já estiver na última semana de aula. haha

.

Tá bom, né? Já não tenho mais o que dizer, então vou-me-indo-já! Prometo que um dia eu volto, com mais assuntos e um resumo melhor…

E dááááá-lhe Michael Tevez, ou seria Carlitos Phelps?! Eu sempre me confundo sobre “quem é quem”, mas olha isso e diga que esses equívocos não são perdoaveis?

[Quem é o Carlitos Tevez e quem é o Michael Phelps?]

Um caso a se pensar…

Retorno as aulas, visitas quase diárias a PUC Minas e a rotina volta a se instalar na minha vida. No meio dos afazeres do semestre [ler, provas, acordar cedo, trabalhos, sair cedo de casa], se encontra pegar o 4111.

Pra quem estuda na PUC e pega normalmente o ônibus, sabe que a coisa chega a ser quase maravilhosa dentro do popularmente conhecido como “Expresso do Inferno”.

Navegando por uma das comunidades que exaltam as principais características da “Tartaruga Azul” no orkut, encontrei um texto escrito por Raphael Nascimento em um blog, que explica bem o dilema…

Seria o 4111 Deus?

Em uma de minhas jornadas pelo Expresso do Inferno, popularmente conhecido como 4111, tive a seguinte visão. O 4111 é Deus. Sim, ele é. Mas quem poderia imaginar que um ônibus que causa tanto sofrimento a seus passageiros joga pro time de Deus, e não pro time daquele lá debaixo? Qualquer passageiro que já tenha enfrentado o caos da Tartaruga Azul sabe como é fazer um passeio não turístico por toda cidade de Belo Horizonte na incrível velocidade de 200 horas por quilômetro.

Mesmo que tenha sido apelidado como Expresso do Inferno (seja pelo calor do Egito infernal na sua parte interior ou pelo simples fato de semear a discórdia entre a sociedade belorizontina), é muito fácil perceber a semelhança da linha 4111 com o todo-poderoso Deus. Afinal, ele possui as 3 características básicas que fazem Deus ser Deus. Ele é onipresente, onisciente e onipotente.

Onipresente porque é a única linha de Belo Horizonte que passa e está presente em todas as ruas, ruelas, alamedas, bairros e condomínios possíveis da cidade. Seja numa segunda-feira no horário do almoço ou em um domingo a tarde, a Tartaruga Azul estará desfilando em toda a sua majestade por todas as ruas e bairros que estejam no caminho entre o Dom Cabral e a Zona Sul de Belo Horizonte. Quanto mais atrasado e cansado você está, mais ruas parecem aparecer pelo trajeto. Trajeto este que poderia ser facilmente percorrido em menos de 10 minutos por um bebê “auto-pilotando” seu carrinho.

Onisciente, pois é o único ônibus capaz de adivinhar todos os dias que você está atrasado ou desesperado para chegar em casa, e justamente nesses dias, demorar inexplicavelmente para chegar no ponto. O 4111 também é mestre em saber o momento em que você está a praticamente 10 passos do ponto, e passar correndo como nunca correu quando você esteve dentro dele, só pra te deixar mais uns 40 minutos em pé, na porta da Boca do Forno.

Por fim, o 4111 é onipotente, pois é o único ônibus que tem o poder de deixar uma cidade inteira enfezada e indignada com sua incrível rota, que dá mais voltas que político fazendo discurso.

Por essas e outras razões, o 4111 pode ser carinhosamente chamado de Deus.

Nas horas em que eu penso que tudo pode ser pior, sempre tem o 4111 para me desanimar mais. Ainda bem que o 9410 e as vezes o metrô também me atendem, senão já teria “entregado pra Deus”.

Acaboooooouooouuuu

E cá estou, no meu último dia de férias [eu não tenho aula amanhã, mas mesmo assim tenho que ir a PUC]. Férias de quase dois meses onde deu para me livrar do stress, sair por aí, ver filmes, tirar fotos, ir a montanha russa, ao zoológico, entre outras coisas…

Não viajei, não fui a Europa nem alí no Espírito Santo, mas tenho boas histórias pra contar dessas férias! o/

Agora é estudar, encher o saco dos calouros, estudar mais um pouco para chegar ao fim do ano tranquilo, sem precisar ficar puto com professor.. hahaha

Até logo férias, nos vemos no fim de novembro! \o/

.

.

Considerações de fim de férias:

1) Obrigado a cada um que fez parte dessas férias o/

2) Passarei meu último dia de férias… err.. trabalhando no ML, que tá bombante! hahah o/

3) Prometo continuar presente no blog, foram 32 posts em 2 meses, algo raaaaro de acontecer comigo.